Localizado no município de São Carlos, interior de São Paulo, o Museu TAM foi inaugurado em novembro de 2006 e é considerado o maior museu de aviação do mundo mantido por uma companhia aérea privada. O museu é a realização do sonho dos irmãos Rolim e João Amaro de preservar a história da aviação.

Sua coleção começou em 1966, com a compra de um velho Cessna em um leilão da Infraero, e cresceu quando Rolim adquiriu a Helisul Táxi Aéreo, que possuía três antigas aeronaves vindas de Buenos Aires. Foi nesse momento que os dois irmãos tiveram a ideia de criar o museu. Atualmente o museu possui uma área de 20.000 m², o hangar principal abriga mais de 90 aeronaves, sendo que mais da metade ainda tem condições de voo. Algumas estão em cenários temáticos, reproduzindo os locais onde foram utilizadas ou encontradas.

Destacam-se o modelo Lockheed Constellation da Panair do Brasil, o primeiro avião a fazer viagens intercontinentais e os Fokker’s, que tiveram um papel fundamental no sucesso da TAM Linhas Aéreas. O museu também conta com uma invejável coleção de 43 aeronaves produzidas entre as décadas de 20 e 60.

O acervo se enriquece também com a doações de clientes e fornecedores, a International Aero Engines ofereceu um caça soviético Mig-15 e até mesmo duas aeronaves que participaram de momentos cruciais na Segunda Guerra Mundial foram doadas, o Spitfire da Rolls-Royce de 1942, o mais valioso da coleção e o Corsair da Pratt & Whitney, o mais antigo do mundo.

Você pode aproveitar esse passeio pela história da aviação por apenas R$ 25,00. Estudantes e idosos de 60 a 65 anos pagam meia entrada de R$ 12,50. Idosos a partir de 65 anos e crianças até seis anos não pagam. O horário de funcionamento é de quarta a domingo, das 10hs às 16hs. A entrada é permitida até as 15hs.

O Papo de Piloto agradece o comandante João Amaro por reviver o passado da aviação mundial, e também a oportunidade de conhecer o museu, concedida por duas pessoas, Celso Tutida e Henrique Tutida.

www.museutam.com.br

(130)