Um helicóptero de resgate com 4 tripulantes caiu e explodiu logo após ter encostado em um cabo de alta tensão próximo à uma montanha no estado da Baja Califórnia, no México, todos morreram.

A equipe realizava uma missão de resgate de uma jovem montanhista que foi encontrada morta após cair de uma encosta, depois de transportar com sucesso o corpo até um acampamento próximo, o helicóptero voltou com dois tripulantes para buscar os outros dois que ficaram na montanha, quando estava retornando à base houve um choque com uma rede de alta tensão, que imediatamente desprendeu o rotor de cauda fazendo a aeronave perder o controle, cair e explodir.

A fatalidade expõe os riscos das redes da alta tensão principalmente para aeronaves de asa rotativa, mas também para as de asa fixa. Em muitos lugares do mundo usa-se esferas alaranjadas compostas de resina de poliéster revestida em fibra de vidro, sua função é ser um alerta visual para pilotos e também serve para a dissipação de raios, possibilitando que a corrente elétrica passe para a torre de metal e seja absorvida pelo solo, evitando assim um possível rompimento dos cabos. São chamadas de esferas dissipadoras eletro-geométricas. Segundo a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), a instalação desse equipamento de segurança é obrigatória afim de evitar acidentes com aeronaves e proteger a rede de raios.

 

 

(400)