Os novos uniformes da Azul, criados pelo TS Studio, ficaram entre os três melhores do Design Awards, prêmio brasileiro que reconhece os melhores projetos de design nacional. Sob a direção criativa da designer Tereza Santos, as peças exclusivas, que estão sendo utilizadas por Tripulantes de ao menos cinco áreas da companhia, foram contempladas na categoria Design Gráfico. O Brasil Design Awards está em sua 8ª edição e tem por objetivo reconhecer e destacar a inovação do design em diversas áreas.

Em comemoração aos 10 anos da companhia, agentes de solo, tripulação de bordo, técnicos de manutenção e agentes da Azul Viagens e da Azul Cargo Express estampam a nova coleção da Azul. As peças, lançadas no primeiro semestre, unem inovação com praticidade e foram confeccionadas de modo a atender a variação térmica em todas as bases de operação da empresa, com tecidos de alta tecnologia e sofisticados.

A diretora de Marketing e Comunicação da Azul, Claudia Fernandes, destaca que, além de atender as necessidades da rotina de trabalho, o foco dos novos uniformes é reforçar a identidade da Azul. A executiva também ressalta que o prêmio conquistado reconhece a qualidade, sofisticação e modernidade das peças.

“Nossos uniformes passaram por uma revisão para deixar as roupas mais modernas, já que o projeto é completamente atemporal e segue um conceito muito elegante. As peças trazem ainda mais comodidade aos nossos Tripulantes, espalhados pelas mais de cem bases de operação da Azul no Brasil e no mundo, e reforça a nossa cultura moderna e atual. Com esse novo conceito, desenvolvido em parceria com a Terezinha, celebramos a conquista desse reconhecimento tão respeitado no universo do design”, pontua Claudia.
Para a estilista Tereza Santos, o prêmio consolida sua jornada no universo da moda e na capacidade de reinvenção do seu negócio: “o projeto Azul 10 Anos foi inspirado nos horizontes e no sol, com a ideia de que sempre há um novo amanhecer. Optou-se por uma proposta estética segura, alinhando inovação e funcionalidade. Recorreu-se as matérias-primas, exclusivas, para conferir estética, durabilidade e funcionalidade às peças; com modelagens adequadas para cada função. Valorizou-se a experiência do vestir: proporcionar bem-estar e autoconfiança aos usuários.”

Fonte: AviaoRevue

(0)