Com a evolução constante do mercado aeronáutico, algumas empresas especializaram-se em realizar modificações certificadas pela própria fabricante da aeronave, conhecido como STC – Supplemental Type Certificates. Através do STC é possível realizar modificações na estrutura, aviônica ou até mesmo um upgrade de motor, quase tudo pode ser alterado e certificado.

Vamos analisar um caso de modernização do modelo King Air 200, aeronave já conhecida pelo seu alto nível de conforto, flexibilidade operacional e robustez estrutural.

O operador determinado à realizar mudanças em sua aeronave pode começar com empresas especializadas em pinturas e reformulações de interiores; troca de assentos, tecido, estofamento, bem como kit de entretenimento para maior conforto de seus passageiros.

Porém, estas seriam mudanças básicas, operadores em geral, além de levar em conta o conforto, tem como principal objetivo conseguir uma operação mais eficiente, sem deixar de lado a segurança. Pensando nisso a empresa norte americana Raisbeck Engineering, tornou-se referência no mercado de STC, oferecendo opções em performance e aviônica.

Uma das modificações mais eficientes da Raisbeck é o Ram Air Recovery System, que na prática são pequenas aletas instaladas nas tomadas de ar que deixam o ar escoar de uma forma mais uniforme, aumentando a potência em 8% e reduzindo o consumo entre 8 a 11%. Outra modificação disponível no pacote da empresa, é um novo conjunto propulsor desenvolvido juntamente com a Hartzell, composto por quatro pás, que reduzem o significativamente ruído, a vibração e ainda aumentam o torque da aeronave, ideal para o modelo 200.

btnew1-960x350
O pacote Platinum da Raisbeck conta com uma série de modificações, que incluindo as duas citadas acima, custa em média $209.000,00, quase R$ 804.000,00 na cotação atual do dólar.

Mas ainda não acabamos, queremos mais para o nosso King Air! Para aqueles que desejam uma mudança maior e ainda certificada pelo fabricante, também é possível realizar a troca completa da motorização da aeronave. As principais empresas que realizam este tipo de alteração no modelo King Air 200, são as norte-americanas StandardAero e BlackHawk Aero.

Para especificar o que estamos falando, um motor PT6A-41 entrega todo seu poder de tração à 10.000 pés, já o novo XP61 (PT6A-61) da BlackHawk consegue propor a mesma tração à 22.000 pés com uma velocidade de cruzeiro superior em 31 nós, chegando à 310 nós! O fator altitude é determinante para a redução do consumo, além da redução nos valores de manutenção a longo prazo.

61-chart

O alto valor dos pacotes disponíveis precisa ser cuidadosamente analisado por cada operador, e se realmente existe a necessidade de executar tantas modificações para modernizar as operações, porém podemos ver que o Supplemental Type Certificates é de suma importância para prolongar a vida útil de um modelo de sucesso, como o rei da Beechcraft.

Os serviços da BlackHawk Aero e Raisbeck Engineering estão disponíveis no Brasil. Além disso, a brasileira Quick Aviação também realiza o upgrade do pacote BlackHawk.

blackhawk.aero
raisbeck.com
quickaviacao.com.br

(101)