A companhia estatal China Shipbuilding Industry Corporation (CSIC) lançou oficialmente nesta quarta-feira (26) o primeiro porta-aviões completamente construído em território nacional.

O navio aeródromo tem propulsão convencional não-nuclear e irá transportar principalmente os Shenyang J-15, aeronave de combate da força aeronaval chinesa. A China está investindo na modernização e reestruturação de suas forças armadas, no início de 2017 o governo do país asiático anunciou expansão de 7% no orçamento militar, porém mesmo com o aumento, representa somente 25% do investimento total norte-americano em suas forças de defesa.

O movimento serve para mostrar ao mundo o poderio militar de Pequim em um momento de tensão geopolítica internacional envolvendo as Coreias do Norte e do Sul, porém especialistas afirmam que, apesar do evento grandioso de demonstração promovido pelo partido comunista chinês, o porta-aviões ainda não está efetivamente pronto e serão necessários cerca de 2 anos até que se iniciem os primeiros testes no mar.

A China tem um outro porta-aviões construído durante o governo da extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas e comprado da Ucrânia, para efeito de comparação, os Estados Unidos contam com uma dezena de porta-aviões prontos para operação, além de 600 bases militares espalhadas por 50 países, como Coreia do Sul, Japão, Turquia etc.

Foto: Associated Press

 

(66)