Diante do impacto na economia causado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a Infraero tem investido em medidas para mitigar tais efeitos e contribuir com a recuperação do setor de aviação civil, ao final do período de isolamento social. Em consonância com o Governo Federal e visando à operacionalidade de seus aeroportos, a empresa deu continuidade ou mesmo tem acelerado o ritmo de obras consideradas essenciais para a segurança das operações em 19 terminais em todas as regiões do País.

Uma delas acontece no Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville (SC). A Infraero iniciou, nesta quarta-feira (13/5), as obras de adequação do pátio de aeronaves do terminal catarinense. Com investimento de R$ 291,9 mil, os trabalhos seguem até o início de agosto e têm o objetivo de manter a qualidade do pavimento de concreto e garantir a segurança das operações.

Estão sendo substituídas placas de concreto, totalizando 95 m³, além de mais de 5,6 mil metros de juntas de dilatação, bem como 475 metros de tratamento de trincas.

Com capacidade para receber até 1,3 milhão de passageiros ao ano, o Aeroporto de Joinville conta com wi-fi grátis para os passageiros, sistema automatizado para informação dos voos, além de um terraço panorâmico e o sistema ELO – equipamento que prioriza o atendimento às pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e traz mais conforto aos viajantes que chegam ou partem da cidade.

Obras na Seção Contra Incêndio

Além da obra em andamento, a Infraero publicou a licitação para contratação de empresa para execução das obras e serviços para construção da nova Seção Contra Incêndio (SCI) do Aeroporto de Joinville. A licitação será realizada na forma eletrônica, em sessão pública. A abertura das propostas acontece no próximo dia 3 de junho, às 9h, com início da disputa de preços às 10h. O tipo da licitação é por menor preço global e o regime de contratação é por preço unitário. A licitação é aberta a qualquer empresa estabelecida no País, cujo ramo de atividade seja compatível com o objeto da licitação e que atenda às exigências do edital.

Fonte: AviaoRevue

(0)