O Conselho de Supervisão da Deutsche Lufthansa AG aprovou a compra de 27 aviões de pequeno e médio curso. As opções de compra de 24 Airbus A320neo e três A321neo serão convertidas em encomendas firmes. Com esta decisão, o Grupo Lufthansa esta a reagir às tendências positivas do Mercado e às previsões de lucros, garantindo assim o amanho necessário da frota para os próximos anos. O investimento total desta encomenda é de acordo com a lista de preços de aproximadamente três mil milhões de Dólares americanos. Tal aumenta o número total de encomendas de A320neo e de A321neo para 149 para o grupo, 13 dos quais já estão a ser operados pela Lufthansa.

Os A320neo e os A321neo (“New Engine Option”) estão previstos ser entregues em 2023 e 2024. Dez dos 27 novos aviões serão para a SWISS, sendo os restantes para outras operações de voo dentro do grupo de aviação. Uma parte da encomenda será equipada com motores Pratt & Whitney (PW1100G), os outros com motores LEAP-1A da empresa CFM International. Tal significa que ambos os tipos irão continuar a estar disponíveis no Grupo Lufthansa numa proporção idêntica à família “Neo”.

As tecnologias inovadoras dos motores desenvolvidas pela Pratt & Whitney e pela CFM International assim como as asas aerodinâmicas (sharklets) com as quais os aviões estão equipados reduzem significativamente o consumo de combustível em 20 por cento por quilómetro assento. Como todos os aviões da Lufthansa da família A320, os A320neo e os A321neo estão equipados em série com geradores vortex que reduzem o ruído. Um A320neo a descolar tem um tapete de ruído que é 50 por cento mais pequeno do que os outros aviões deste tipo.

(2)