Após experimentar um volume recorde de movimentação doméstica e internacional em 2018, quando cresceu 4,3 milhões de passageiros para 42,2 milhões no total do dano, o Aeroporto Internacional de São Paulo mantém como foco para 2019 a estabilização das rotas internacionais iniciadas em 2018, o lançamento de novas rotas e a diversificação das opções de lazer e de serviços para os frequentadores do aeroporto, sejam estes passageiros ou apenas visitantes.

Em 2018, foram lançados 13 novos voos de sete companhias, para 11 cidades diferentes, o que rendeu a GRU Airport o “Routes Americas Marketing Awards”, prêmio concedido à companhia que melhor fomenta novas rotas Américas. Além disso, houve a inauguração de 68 espaços dedicados a alimentação, varejo ou serviços.

Já em 2019, a Gol anunciou que vai operar seis novos destinos desde GRU Airport, impulsionada pela redução do ICMS proposta pelo governo do Estado de São Paulo. Para além dos limites regionais, o aquecimento do mercado esperado também serviu como impulsionador internacional. Os exemplos mais recentes são o anúncio do voo direto, no ano que vem, entre Londres e Guarulhos, operado pela Virgin Atlantic, além de uma nova rota prevista para 2019, com destino Montreal, no Canadá, pela Air Canada.

O Gerente de Negócios Aéreos de GRU Airport, João Pita, revela que o foco da concessionária é atuar cada vez mais em conjunto com empresas de turismo e companhias aéreas, a fim de melhorar a experiência de viagem do passageiro. “Cada vez mais se valoriza a vivência como elemento fundamental para uma viagem. O aeroporto é o primeiro ponto desta experiência, então trabalhamos para proporcionar um roteiro inesquecível desde o embarque”, explica.

Desde janeiro deste ano, GRU Airport fornecece em sua homepage acesso à plataforma da agência Booking.com, onde pode-se comprar passagens e reservar hotéis. “Este é um modelo que queremos replicar e expandir com outras marcas que tiverem interesse”, acrescenta o executivo.

GRU Airport no World Travel Market 2019
O Aeroporto Internacional de São Paulo participa este ano do World Travel Market Latin America (WTM), com uma agenda voltada à prospecção de novos negócios que agreguem valor ao que já vem dando certo. A ideia é promover parcerias que expandam as experiências de serviços e lazer ao viajante ou visitante que usufrui o aeroporto.

Há encontros marcados com companhias aéreas e também com agências de viagens. Neste sentido, a participação de GRU Airport é fundamental no papel de interlocutor para novos negócios: “As agências de viagens têm boa percepção daquilo que os passageiros buscam, os desejos e necessidades do consumidor. Isto é muito valorizado nas constantes conversas que mantemos com as empresas aéreas – em especial as internacionais, que querem ingressar no Brasil, mas ainda têm dúvidas quanto ao mercado brasileiro e ao perfil do consumidor local”, afirma João Pita.

Fonte: AviaoRevue

(7)