Com grande influência do seu pai, mecânico de voo da Força Aérea Brasileira, Messa sempre gostou de manutenção e é extremamente curioso. Ainda no ensino médio, Messa já questionava os professores de Física e Matemática para lhe ajudar a resolver cálculos estruturais, nessa época ele queria fazer um planador de madeira. Devido ao alto custo do projeto, seu pai conseguiu segurar seu ímpeto por algum tempo.

Passados alguns anos, já voando na TAM, Messa resolveu realizar seu desejo, mas agora inteirado das dificuldades relacionadas, optou por uma restauração ante um projeto do zero, o Globe Swift 1946!

O projeto tem como finalidade a realização de um sonho de criança, montar um avião, mas também está relacionado a acrobacia. A escolha desse modelo se deu justamente por suas características acrobáticas, além de ser um avião clássico, e segundo Messa, o mais importante: ter a 3° roda no lugar certo!

8672875042_da42c2cc2b_o

Tudo começou em Santana do Livramento-RS, onde ele conheceu uma pessoa que também adora essa aeronave e tinha várias peças em seu hangar. Já com as partes adquiridas, Messa começou o trabalho de restauração em Abril de 2013.

Desde lá o projeto tem caminhado bem, ele faz todo o processo de restauração com a esposa, nas horas vagas. A maior dificuldade é com a obtenção de peças, como se trata de uma aeronave clássica, com poucas unidades produzidas e ser raridade no Brasil, Messa acaba recorrendo à Swift Foundation, uma associação que fornece material para esse modelo. E claro, sem mencionar o processo de importação, bastante demorado e com um custo extremamente abusivo.

“Pretendo com o Swift poder fazer meus voos acrobáticos sem depender de uma escala de aeroclube, e ao mesmo tempo poder levar minha esposa para passear (ela também é piloto), fly-in e afins. Resumindo ele será um avião esportivo e de passeio, pelo menos enquanto a família não aumenta!”, disse Messa.

Para a conclusão do projeto, Messa disse que ainda falta bastante coisa, as mais importantes são a revisão do motor ou aquisição de um novo, montar a semi-asa esquerda, e inciar a parte burocrática para liberação e registro com a ANAC/RAB.

O Globe Swift foi introduzido no mercado em 1946 pela Globe Aircraft/TEMCO como um treinador de baixo custo para mercados comerciais e militares. Com um motor de 85hp na versão GC-1A e 125hp na versão GC-1B, o monomotor de dois lugares teve 1.541 unidades produzidas, a sua produção foi encerrada em 1951.

Esse projeto é demais, não é? Você pode acompanhar a evolução dele aqui no Papo de Piloto e no Flickr do Giuliano Messa, acessa lá:
https://flic.kr/s/aHsjENCGEe

(339)