A Boeing completou o projeto detalhado da aeronave 787-10 Dreamliner quase duas semanas antes do previsto e está autorizada a inciar todos os programas de desenvolvimento. Isso significa que a informação necessária para construir peças e ferramentas para a montagem foi concluída e liberada para fabricação ou aquisição.

O Boeing 787-10 é uma extensão direta do 787-9, projetado para ter uma eficiência superior, bem como máxima uniformização na família de aeronaves, isso permite que seja utilizada a mesma carteira de TIPO para qualquer aeronave da família 787. Cerca de 95% por cento da concepção e construção do 787-10 é idêntica ao restante da linha, reduzindo a complexidade, custo e risco em todo o sistema de produção e proporcionando benefícios operacionais para os clientes.

O 787-10 é o terceiro e maior da família 787, com um alcance de 6.430 milhas náuticas (11.910 km), o 787-10 irá abranger mais de 90% das rotas de corredor duplo do mundo em um novo nível de eficiência de combustível: 25% mais eficiente do que os aviões que irá substituir e pelo menos 10% do que qualquer coisa oferecida pela concorrência no futuro.

Boeing-vs-Airbus-Boeing-graphic

Até à data de hoje, o Boeing 787-10 já registrou 164 encomendas de nove clientes ao redor do mundo, sendo responsável por 14% de todos os pedidos da família de aeronaves. O primeiro voo do 787-10 está previsto para 2017, e deve ser colocado em serviço no ano seguinte.

(384)