Principal centro de conexões da companhia no Norte do país, Belém terá voos diretos para Carajás e Imperatriz, além de mais ligações com Macapá e São Luís;

Azul Conecta, companhia sub-regional da Azul, também adiciona novos voos na região Norte, com operações partindo da capital paraense para o interior do estado

Seguindo todos os protocolos e medidas de higiene estabelecidos desde o início da pandemia, a Azul, eleita a melhor companhia aérea do mundo no ranking de 2020 do Tripadvisor, ampliará a oferta de voos a partir de Belém, principal centro de conexão da empresa na região Norte do país, entre o fim deste mês e setembro.

Já a partir da próxima semana, a Azul Conecta, nova empresa sub-regional da Azul, terá novos voos para o interior do estado. As rotas Belém-Breves e Belém-Monte Dourado passam a contar com sete operações semanais a bordo das aeronaves modelo Cessna Gran Caravan, que podem transportar até nove Clientes. Carajás, no Pará, e Imperatriz, no Maranhão, que terão suas bases reabertas em setembro, também contarão com ligações diretas com a capital paraense.

Operadas com o Embraer E195 E1, com capacidade para até 118 Clientes, as frequências dos voos partindo de Carajás para Belém acontecem às terças e quintas. Já decolando de Imperatriz, serão quatro voos semanais, às segundas, quartas, sextas e domingos, com aeronaves modelo ATR 72-600, com capacidade para até 70 Clientes. Todas as novas operações já têm passagens à venda nos canais oficiais da Azul.

Com essas adições, os Clientes paraenses ganham mais opções de destinos e podem chegar a cidades como Recife, Manaus, Santarém, Marabá, Altamira, Macapá, Belo Horizonte e Campinas, principal centro de conexões da Azul no país.

“Estamos dando mais um passo para retomar o fluxo de nossas operações no país, reconectando cidades regionais e ampliando as opções de modal aéreo para aqueles que precisam viajar a negócios ou para visitar parentes e amigos. No Pará, essa adição é ainda mais importante, pois proporcionamos mais conveniência e comodidade a nossos Clientes que se deslocar horas e até dias em uma viagem hidroviária ou terrestre. Com as novas ligações da Azul e Azul Conecta, reforçamos nossa vocação regional e o compromisso da empresa em servir a região Norte do país”, ressalta Vitor Silva, gerente de planejamento de malha da Azul.

Em setembro, a Azul deve ofertar 407 voos por dia para 88 destinos no Brasil e no exterior. A malha planejada para o próximo mês alcança 45% da capacidade operada pela empresa antes da pandemia e representa um crescimento de 570% na malha de 70 voos que foi operada em abril, no momento mais crítico da crise.

O novo padrão de limpeza e segurança da Azul
A Azul reforçou a limpeza de suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo os protocolos sugeridos pela IATA. A companhia também foi a primeira do país a tornar obrigatório o uso de máscaras por Tripulantes e Clientes, tanto a bordo quanto em solo. Em outra iniciativa pioneira, a Azul passou a medir a temperatura dos Tripulantes a cada início de turno, aumentando a confiança em solo e a bordo e preservando a vida e a segurança de todos.

A companhia tem orientado o check-in pelo aplicativo da companhia e, para aqueles que precisa despachar a bagagem, sugere o uso dos balcões de autoatendimento, em que o próprio Cliente etiqueta sua bagagem sem contato com a tela dos tablets. Para o embarque, a Azul lançou o Tapete Azul, tecnologia pioneira no mundo, que é composto por um conjunto de projetores e monitores. Por meio de realidade aumentada projetores no chão formam um tapete virtual colorido e móvel, que convida a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. A inovação vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião e, de quebra, contribui para o distanciamento social, já que os Clientes convocados para o embarque ficam a quatro metros de distância entre si.

A bordo da aeronave, kits com luvas, álcool em gel e lenço umedecido estão à disposição para uso dos Clientes e dos Tripulantes da Azul quando necessário. A companhia também tem utilizado descontaminantes bactericidas que contam com um princípio ativo que elimina o vírus da COVID-19 em 99,99% dos casos. Com o produto e a limpeza dupla nos assentos, mesinhas, bolsão, banheiros, encosto de cabeça, cinto de segurança, janela, paredes e compartimentos superiores, a Azul vem atendendo todas as normas de procedimento de limpeza e desinfecção sugeridas pela Anvisa. O serviço de bordo passou a ser realizado ao final do voo, garantindo o uso da máscara durante toda a viagem, e o desembarque agora é realizado por fileiras, evitando as costumeiras aglomerações no corredor no momento de saída da aeronave.

Fonte: AviaoRevue

(0)