Você provavelmente já viu notícias sobre balões na área ao redor do aeroporto de Guarulhos, já foram divulgados diversas fotos, vídeos e gravações de áudio. No último sábado (18), a página Tráfego Aéreo divulgou um novo vídeo que expõe toda a tensão dos pilotos e do controle São Paulo ao ter que lidar, de uma hora para outra, com dezenas de balões espalhados pela área de Perus e Jaraguá, à oeste do aeroporto internacional.

Essas regiões da grande SP estão sob as trajetórias definidas para aproximação nas pistas 09, como por exemplo a chegada ILSOR 1B, que passa muito perto do NDB Perus (PER):

Na gravação é possível ouvir diversas aeronaves da Azul, Gol, Tam, Alitalia, Swiss, Air Europa e American reportando balões ao controle e solicitando desvios, um deles diz ter visto cerca de 10. O problema de se fazer desvios numa área tão movimentada como São Paulo, é interferir nas rotas de outros aeroportos, como por exemplo Congonhas, Viracopos e Campo de Marte. Guarulhos e Congonhas são os aeroportos mais movimentados do Brasil, cerca de 36 milhões de passageiros passaram pelo primeiro e 20 milhões pelo segundo em 2016.

Balões precisam de ar quente para voar, logo também necessitam de combustível. Muitos deles carregam botijões de gás, o que os tornam verdadeiras bombas voadoras, gerando risco não somente às aeronaves, mas também ao local que caírem, podendo causar explosões e fogo, como é possível ver nesse vídeo postado pelo canal Aviões e Músicas, onde um balão caiu no pátio do aeroporto de Guarulhos, extremamente próximo a outras aeronaves estacionadas, provocando um princípio de incêndio, que logo foi contido pelas equipes de solo.

Balões não são identificados pelos radares dos centros de controle e alguns deles podem pesar mais de 100Kg, um choque contra motores ou mesmo a fuselagem pode causar seríssimos danos à uma aeronave de grande porte, como um 777 ou A330, para aviões médios e pequenos o risco é ainda maior.

Em 2016, a ICAO (International Civil Aviation Organization) rebaixou o nível de segurança do espaço aéreo brasileiro, devido à alta quantidade de balões reportados nos últimos anos.

A atividade criminosa de soltar balões nessas localidades já é recorrente e de conhecimento das autoridades, se você souber de qualquer atividade do tipo, informe imediatamente à Polícia.

(143)