Quando se trata de companhia aérea, as pequenas e médias empresas brasileiras preferem a Azul. Esse é o resultado de uma pesquisa encomendada pelo Grupo Estado e divulgada nesta terça (31) com mais de mil PMEs. A companhia obteve 71 pontos no índice de satisfação das empresas-Clientes, 14 pontos à frente do segundo lugar, e também ficou na primeira colocação em “objeto de desejo”, categoria em que as PMEs indicam com que empresa gostariam de trabalhar naquele setor.

As pequenas e médias empresas avaliaram o desempenho das fornecedoras aéreas pela qualidade do serviço, pelo portfólio de produtos, a agilidade no atendimento e o cumprimento do acordado. No levantamento deste ano, pela primeira vez, a Azul conquistou a liderança nos dois parâmetros que envolvem o setor aéreo.

Segundo o Vice-Presidente de Pessoas e Clientes da Azul, Jason Ward, a qualidade do produto e o atendimento personalizado são alguns dos motivos que ajudam a explicar a satisfação das empresas ouvidas na pesquisa.

“Nós prezamos por um contato próximo e personalizado com o nosso Cliente, a fim de garantir a satisfação e a melhor experiência da vida de quem voa com a gente. Por isso, observando o gap que existia no mercado, desenvolvemos uma espécie de consultoria personalizada para atender as necessidades do segmento de pequenas e médias empresas. Não temos dúvidas de que esse atendimento, alinhado ao valor do nosso produto e serviço, foram fundamentais na avaliação dos pequenos e médios empresários”, pontua Ward.

Além do serviço, a malha da Azul, que atende a 100 cidades no país e se apresenta como a mais extensa do setor aéreo, contribui para o crescimento e o desenvolvimento de pequenos e médios negócios. Com a atuação em mercados regionais, a companhia conecta as cidades atendidas a todas as regiões do Brasil e ao exterior, facilitando o acesso ao mercado aéreo e proporcionando novas oportunidades econômicas para as PMEs.

(1)