O Aeroporto Internacional de Maceió – Zumbi dos Palmares, administrado pela Aena Brasil, foi eleito o melhor terminal aéreo do Nordeste, de acordo com a opinião de usuários. A lista é resultado da Pesquisa de Satisfação do Passageiro e Desempenho Aeroportuário, realizada nos 20 principais terminais aéreos do Brasil pela Secretaria Nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura.

O aeroporto alagoano, localizado na Região Metropolitana da capital, recebeu nota 4,53 na satisfação geral do passageiro, sendo o primeiro do Nordeste e o quinto no ranking nacional, atrás apenas dos equipamentos de Campinas (SP), Curitiba (PR), Vitória (ES) e Confins (MG).

A pesquisa avalia 50 itens distribuídos em seis grupos: aeroporto, órgãos públicos, serviços comerciais, companhias aéreas, transporte público e satisfação geral. O resultado é obtido através da média das notas dos usuários, que atribuem um valor de 0 (muito ruim) a 5 (muito bom) a cada elemento.

Considerando apenas as avaliações do grupo de questões relacionadas à infraestrutura do aeroporto, o terminal de Maceió teve ainda mais destaque. O desembarque no meio-fio recebeu nota 4,69, segundo lugar do ranking; e a confiabilidade na inspeção de segurança e a cordialidade dos funcionários do raio-X receberam notas 4,66 e 4,68, respectivamente, ficando em terceira e quarta colocação nacional.

A Secretaria Nacional de Aviação Civil realizou 23.828 entrevistas com usuários dos 20 principais aeroportos do Brasil entre os meses de janeiro e março de 2020 – já incluindo parte do período da pandemia do novo coronavírus.

Sobre a Aena Brasil

Aena Brasil é a marca registrada da companhia espanhola Aena, considerada pelo Conselho Internacional de Aeroportos como a maior operadora aeroportuária do mundo em número de passageiros, com mais de 275,2 milhões em 2019 na Espanha. Desde começo de 2020, administra a concessão de seis aeroportos da região Nordeste: Recife (PE), Juazeiro do Norte (CE), João Pessoa (PB), Campina Grande (PB), Aracaju (SE) e Maceió (AL). Em 2019, os seis aeroportos somaram 13,7 milhões de passageiros. Na Espanha, opera 46 aeroportos e 2 heliportos. É acionista controlador, com 51%, do aeroporto de Londres-Luton no Reino Unido, além de gerenciar aeroportos no México (12), Colômbia (2) e Jamaica (2), que totalizaram um volume de passageiros de 78,2 milhões em 2019. Além disso, presta serviços de consultoria para clientes estratégicos como a Companhia de Aeroportos de Cuba – ECASA.

Fonte: AviaoRevue

(0)